• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branco Ícone Google+
  • White YouTube Icon
  • White Vimeo Icon

©2018 Noeh Baby | 31 99722.0449 / 31 4042.0449  | contato@noeh.com.brCNPJ 15.668.077/0001-01

Rua Pirapetinga, 322, Loja 5 - Bairro Serra | Belo Horizonte  

Tempo de entrega estimado pelos correios

Por que a presença dos avós é importante no desenvolvimento das crianças

25.07.2019

 

Hoje é comemorado o Dia dos Avós e nada melhor do que comemorar essa data falando um pouco sobre a importância dessas figuras no desenvolvimento do pequenos. Afinal, será que os avós são mesmo "pais duas vezes"?

Descubra a seguir.

 


Divisão de tarefas com os pais


Pais de filhos pequenos sabem o quanto a rotina pode se virar de ponta cabeça após o nascimento do bebê, e passar por esse período de adaptação sem uma mão amiga pode ser ainda mais difícil. Por isso, pais e mães que podem contar com a ajuda dos avós são duplamente sortudos, pois, com essa parceria, todo mundo sai ganhando. 

 

A partir de um levantamento que analisou 45 pesquisas sobre famílias de todo o mundo que recebem a ajuda de algum familiar, sobretudo os avós, a London School of Economics and Political Science concluiu que a presença dos avós faz com que as crianças cresçam mais felizes. 

 

O motivos de tanta felicidade é que ao dividir tarefas, os pais têm mais tempo livre e com isso podem aproveitar melhor a companhia dos filhos. 

 

Exposição dos bebês a um maior círculo familiar


Durante a primeira infância, período que compreende a idade dos 0 aos 6 anos, o bebê aprende basicamente por meio dos estímulos aos quais ele é exposto em seu círculo familiar. Por isso, ao conviver com os avós, figuras amorosas por natureza e com muita experiência de vida para compartilhar, os pequenos são expostos a um repertório de conhecimento mais amplo, o que impulsiona o aprendizado. 

 

De acordo com Rita Calegari, psicóloga do Hospital São Camilo (SP), para a Revista Crescer “A criança se enriquece muito com esse contato, já que recebe mais estímulos, amplia seu repertório e aprende a conviver em um ambiente distinto com pessoas diferentes. (...)”.

 

 

 

 

Fortalecimento do vínculo entre avós e netos


Quem nunca escutou que “pais educam e avós estragam”? Isso acontece porque quando o assunto é educar e impor limites, os avós não têm as mesmas obrigações dos pais e acabam cedendo a maioria das vontades dos pequenos. A parte boa é que daí surge uma relação de cumplicidade.

 

No entanto, principalmente quando esse contato é diário, é importante que os pais conscientizem os avós sobre a importância de certas regras. Afinal, não é muito saudável que os pequenos pensem que a presença do vovô e da vovó é sempre sinônimo de "liberou geral".

 

Por exemplo, é comum que avós não resistam quando um de seus netinhos pede alguma coisa no supermercado ou em uma loja. Contudo, combine com eles que esses presentes fora de hora, apesar de representarem um gesto de carinho, podem tornar a criança impaciente e mal acostumada. Aplique esse diálogo também em situações como sobremesa antes do almoço, tempo no celular, entre outras.

 

Em resumo, quando o contato entre avós e netos for possível, o ideal é que ele aconteça, pois, os benefícios aos pequenos são infinitos e fazem toda a diferença em seu desenvolvimento. 

 

 

 

 

 

Agora, conte aqui embaixo nos comentários se quando criança você teve contato com os seus avós e qual foi o impacto disso na sua formação!

Referências:
https://revistacrescer.globo.com/Familia/Rotina/noticia/2013/07/dia-dos-avos-importancia-deles-para-pais-e-netos.html
https://paisefilhos.uol.com.br/familia/a-gente-ja-sabia-presenca-da-avo-faz-com-que-seus-filhos-crescam-mais-felizes/
https://paisefilhos.uol.com.br/noticias/a-crianca-aprende-com-os-exemplos-ate-os-maus/

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Artigos Recentes
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
0