fbpx
Blog

Veja 5 brincadeiras para crianças em casa!

By fevereiro 19, 2021No Comments

Há quase 12 meses, o mundo vivencia o isolamento social. Se até para os adultos a situação trouxe grandes desafios, imagine só para os pequenos! Os pais, então, muitas vezes se vêem encurralados, sem novas atividades ou brincadeiras para crianças em casa.

Portanto, nós sabemos como pode ser difícil entreter os filhos! Por isso, preparamos um conteúdo muito especial, para te mostrar que é possível ter diversão, aprendizado e desenvolvimento de habilidades, tudo isso por meio de atividades ludicas.

Em primeiro lugar, se você acha que apenas brincadeiras complexas e jogos desafiadores conseguem estimular o desenvolvimento, é aí que você se engana! Até mesmo os bebezinhos são muito beneficiados pelo brincar. Quer saber como? Continue a leitura!

Saiba qual a importância das brincadeiras

Quando você pensa em brincadeiras, qual a primeira coisa que vem à mente? Crianças? Diversão? Jogos? Imagino que você tenha se lembrado de algum desses, certo?

Mas você sabia que anteriormente a infância foi associada com brincadeiras? Na verdade, houve um tempo em que as crianças eram tratadas apenas como “adultos em miniatura”, com a criação voltada para aprender um ofício e sem ter as particularidades da idade consideradas.

E foi justamente o surgimento das brincadeiras que ajudou a criar o conceito de infância! A brincadeira é a principal atividade de nossos pequenos e proporciona muito mais que apenas diversão: garante saltos no desenvolvimento e aprendizagem!

Veja abaixo algumas competências trabalhadas!

Relações sociais

Nem sempre é fácil para papais e mamães ensinarem aos filhos sobre as relações sociais, afinal, viver em sociedade exige muita sabedoria, não é? Entretanto, as brincadeiras para crianças podem auxiliar nessa missão!

Por meio delas, os pequenos vivenciam as mais diversas situações, o que ajuda a entender sobre si mesma e sobre as outras pessoas. Então, é a partir das situações construídas e vivenciadas, que ocorre a apropriação de códigos culturais.

Comunicação

Sobretudo, não é apenas entender melhor sobre a sociedade, é também aperfeiçoar a comunicação para estabelecer as relações! Sim, as brincadeiras estimulam a linguagem, até mesmo quando se brinca sozinho, pois permite ampliar o vocabulário e aprimorar a pronúncia.

Uma brincadeira em grupo, por exemplo, possibilita que as crianças entrem em acordos, interajam entre si e até solucionem dilemas, tudo por meio do raciocínio e linguagem.

Órgãos dos sentidos

Se a intenção é desenvolver melhor os sentidos dos pequenos, você pode fazer uma escolha certeira dos brinquedos! Nesse sentido, ao optar por cores vivas e alguns objetos sonoros, você vai melhorar o desenvolvimento visual e auditivo do baby.

Além disso, o tato pode ser melhor trabalhado estimulando a criança a pegar e segurar objetos. E o paladar não fica de fora: é possível levar muita diversão e aprendizado para a cozinha!

Emoções e personalidade

Por último — e não menos importante — as brincadeiras contribuem para o aspecto psicológico da criança! Claro, elas podem garantir prazer e diversão, mas também podem ser um dos caminhos para desenvolver a personalidade.

Portanto, cada situação vivida nas brincadeiras podem representar uma válvula de escape para as emoções. Então, é oportunidade para expressar alegria, angústia, medo, irritabilidade, enfim… um mix de sensações.

Veja o que estimular até os 3 anos

Nós vimos acima alguns aspectos que as brincadeiras para crianças conseguem desenvolver. Mas como será que a família pode estimular isso? Bem, antes de tudo, entenda que os primeiros anos são marcados pelo “brincar por brincar”.

Em síntese, isso quer dizer que o faz-de-conta é o que prevalece. Então, mesmo que ainda não seja o momento de jogos e regras, a família pode entrar no universo da criança e estimular as brincadeiras.

Sabe aquela brincadeira simples de “esconder e achar”? Ela ajuda a estabelecer uma relação de segurança entre os envolvidos. Consequentemente, também fortalece o vínculo entre eles e instiga a necessidade de comunicação.

Viu só como reforça o papel das brincadeiras para desenvolvimento da linguagem e relações sociais? E não é só isso! O que inicia apenas como observação no primeiro ano de vida, ao longo do tempo, por exemplo, passa a estimular a motricidade por meio da manipulação.

Quando a família participa, as brincadeiras tornam-se mais elaboradas e até mais duradouras. De antemão, é um excelente momento para incentivar a cognição, ou seja, mostrar a relação entre causa e efeito de determinadas ações.

Assim, a criança vai crescer percebendo como cada atitude interfere no resultado, o que contribui, ainda, para um melhor planejamento de ações.

Conheça 5 brincadeiras para crianças

Sem mais delongas, é hora de brincar! Tendo em mente a importância das brincadeiras, separamos algumas para serem feitas em casa. Veja abaixo!

1- Teatro de fantoches

Simples, divertido, criativo e muito enriquecedor! Assim podemos descrever o teatro de fantoches. Lembra da relação de causa e efeito? A construção de uma história é uma excelente forma de estimular este raciocínio com os pequenos!

2- Ensaio fotográfico

Luz, câmera, ação! Para fazer um ensaio fotográfico, basta uma câmera na mão e muita criatividade. Parece simples, certo? E realmente é! Mas tudo pode ficar mais divertido criando cenários, montando figurinos e entrando no mundo da imaginação!

3- Piquenique na sala

O momento das refeições é quase um ritual para muitas famílias. Fazer um piquenique na sala deixaria ainda mais divertido e com o vínculo fortalecido. Além de tudo, é uma maneira de estimular o paladar por meio de brincadeiras!

4- Massinha

Imagine só pegar um objeto e transformá-lo naquilo que você quiser… as crianças podem fazer isso com as massinhas! Claro, a criatividade é muito trabalhada, mas o contato com a textura da massinha possibilita maior exploração do tato e o desenvolvimento motor, por meio da manipulação daquele material.

5- Quebra-cabeça

Concentração e raciocínio: as duas habilidades mais trabalhadas com quebra-cabeça. Embora seja uma brincadeira para qualquer idade, é muito importante escolher corretamente o jogo. Até os 3 anos, opte por aqueles de até 4 peças e não se esqueça de interagir com a criança para auxiliar nas dificuldades e elogiar os acertos.

Lembre-se que o momento vai muito além que apenas diversão. As brincadeiras para crianças estimulam um desenvolvimento global de habilidades e competências. Por isso, a criança que não brinca, pode ter algum dos aspectos citados comprometidos ou lentificados. Então, não deixe de entrar no mundo do faz-de-conta! Chame os pequenos para brincar e garanta aprendizado e diversão, mesmo dentro de casa!

Agora, nos conte pelos comentários quais as brincadeiras mais realizadas em sua casa!

 

Referências

A brincadeira e suas implicações nos processos de aprendizagem e de desenvolvimento. Estudos e pesquisas em psicologia.

Cadê o brincar? Scielo Books.

Importância do brincar no contexto familiar: revisão sistemática da literatura. Psicologia & Saberes.

Crianças em casa: 22 brincadeiras e atividades para fazer com os filhos durante a quarentena. Uol – Pais & Filhos.